ESALQTec promove intercâmbio de inovações tecnológicas


A ESALQTec – Incubadora Tecnológica promoveu, no dia 04 de maio, uma visita da delegação de empresários do Canadá. Para desenvolver parcerias técnicas e comerciais a partir de um intercâmbio tecnológico, cerca de 30 empresários se reuniram na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ).

Sendo o Brasil e o Canadá dois países líderes em produção de alimento, este encontro estabeleceu uma rica troca tanto no âmbito da pesquisa, como no desenvolvimento de negócios no setor de Tecnologia para a Agricultura (AgTech).

“Eu diria que o grande diferencial aqui são as várias tecnologias e ferramentas que irão facilitar a vida do produtor rural. Geralmente a pergunta é ‘como é que eu uso a informação que isso tudo gera?’ O produtor não quer fazer um drone voar, ou colocar todos os algorítimos corretamente, ele quer saber o que vai fazer com a informação. E aqui você tem exatamente essa dinâmica” explica Marcio Francesquine, assessor comercial do Governo do Canadá no Brasil para o Agronegócio.

O diretor da Smart Yeast – uma das empresas brasileiras participantes-, Cauré Portugal, destacou que está foi uma foi uma oportunidade para explanar para os pesquisadores e empresas do exterior um pouco das inovações brasileiras. “Estamos com uma startup nascente, começando agora um projeto financiado pela FAPESP, e já encontramos um potencial parceiro pra parte de pesquisa e desenvolvimento. Sem esse encontro realizado por parte da ESALQTec, a gente nunca teria essa oportunidade de contato direto” completa.

De acordo com Gabriel Maluf, “houve uma intensa troca de informações com as empresas que vieram do Canadá”. Sua empresa, IBI Agentes Biológicos, encontrou nas reuniões novas oportunidades de negócios e já firmou, com uma das empresas canadenses, uma parceria para estudar o desenvolvimento de uma nova tecnologia.

As sócias-proprietárias Ana Bomtorin e Carolina Santos, da empresa pré-incubada PanDNA – que oferece serviços na área de diagnóstico molecular animal – também foi uma das empresárias que conseguiram fechar parceria com os canadenses. “Nossa parceira, agora, é a empresa Be Seen Be Safe. Ela nos auxiliará a tornar possível alguns projetos que até então, não sabíamos como viabilizar, já que não temos mão-de-obra capacitada na área de programação”, explica Ana.

“É uma injeção de confiança a mais para desenvolvermos nosso trabalho, nos desafiando a sempre pensar além. A ESALQTec é fundamental para criar esse tipo de oportunidade, propiciando ambientes de troca seguros e inovadores” acrescenta sua sócia, Carolina.

Para o gerente executivo da incubadora, Sergio Marcus Barbosa, promover um encontro deste cume e ver que as empresas aproveitaram a oportunidade oferecida é gratificante. “Gostaria de cumprimentar as empresas da ESALQTec participantes deste encontro, que visualizaram esta excelente oportunidade de parceria, que na prática pode-se considerar como um início do processo de internacionalização das suas atividades” diz.

Texto: Pietra Polo
Setor de Comunicação
2017

Add a Comment