Projetos da ESALQTec conquistam 10% das aprovações do PIPE- FAPESP

Diretor da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz e integrantes da ESALQTec. Ordem da esquerda para direita: Marcos Nascimbem Ferraz(SmartAgri), Gustavo Salvati(Systech Feeder), Carlos Henrique Brito de Cruz(FAPESP) Ticyana Banzato(Trianguli), Alan Caio Rodrigues(@Tech), Minos Esperandio Carvalho(@Tech), Tiago Albertini(@Tech) e Fernando Dill Hinnah(SmartAgri).

Na penúltima quinta-feira (28/02), a FAPESP apresentou a relação de empresas selecionadas nos editais do 3º Ciclo de 2018 do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) e do Programa de Pesquisa em Science e Data Science. E mais uma vez, os projetos da ESALQTec surpreendem com os resultados, obtendo 10 % dos projetos aprovados: @Tech, Smart Agri, Anahata, Trianguli e Systech Feeder.

A @Tech- Inovações tecnológicas para a agropecuária obtiveram dois projetos aprovados. O primeiro foi um programa chamado SmartTrato: Plataforma de visão computacional e inteligência artificial para a melhoria do manejo alimentar, baseado no comportamento animal. O segundo projeto consiste em um sistema de identificação de animais mais lucrativos para a produção de carne, utilizando informações genômicas: Livestock Profit Tool (LPT).

A Systech Feeder envolve um progresso e validação de alimentador automatizado de concentrado para bezerras leiteiras durante a fase de aleitamento.

Já a associada Smart Agri desenvolverá uma espécie de coletor e leitor autônomo de esporos para manejo de doenças e plantas. Anahata trabalhará em uma pesquisa e desenvolvimento de metodologia, para estimar a distância máxima efetiva de coleta de informações de inversão térmica, apontada por estação meteorológica com drones para aplicação no controle do Bicudo do Algodoeiro(Anthonomus grandis).

Por fim, a Trianguli pretende produzir uma pesquisa para sistema de detecção precoce de ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi). “Esse sistema será precursor de uma metodologia para detecção rápida, econômica e tão confiável quanto um método molecular de detecção de doenças. Com a obtenção dos parâmetros obtidos pela análise será possível definir valores que serão correspondentes ao primeiro sinal da evolução da ferrugem asiática da soja, antes da pústula romper e formar esporos”. Afirma a pesquisadora da Trianguli Ticyana Banzato.

O evento contou com participação de mais de 100 empreendedores e obteve 51 projetos aprovados em PIPE e Science( 49 em PIPE e dois em SCIENCE). Segundo o Gerente Executivo da ESALQTec, Sergio Marcus Barbosa, “a aprovação demonstra, de maneira qualitativa e quantitativa, a relevância científica e inovadora dos projetos da ESALQTec.”

Add a Comment