Time da Esalq/USP e IF São Paulo (Piracicaba-SP) vence a maratona de programação da Embrapa


Via: Embrapa

Solução apresentada visa fazer análise da mastite na propriedade

Após uma semana acampados na sede da Embrapa Gado de Leite, cerca de 100 estudantes apresentaram, nesta sexta-feira (1º), as soluções digitais para problemas da pecuária de leite no Brasil. Os estudantes (curso técnico, graduação e pós-graduação), participaram do Vacathon, uma maratona de programação idealizada pela Embrapa que envolveu 25 instituições de ensino de vários estados brasileiros.

Os cinco primeiros colocados foram:

– Esalq/USP e IF São Paulo (Piracicaba-SP), que a apresentou a solução Milcup – 1º Colocado;

– IF Sudeste campus Juiz de Fora (MG), que a apresentou a solução Eletromilk – 2º Colocado;

– UEG (Goiânia-GO), que a apresentou a solução Nutrimilk – 3º Colocado;

– PUC Minas – Belo Horizonte (MG), que a apresentou a solução Muu Bank – 4º Colocado;

– UFSM (Santa Maria-RS), que a apresentou a solução Zeitt – 5º Colocado.

Esta é a terceira edição do Vacathon. Segundo o chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, os trabalhos dos estudantes têm ficado cada mais criativos e próximos da realidade da pecuária de leite nacional. As propostas versam sobre seleção de mão de obra, nutrição animal, qualidade do leite e mastite, comércio de produtos lácteos etc (veja tabela abaixo as equipes e soluções em ordem alfabética).

No período em que as equipes ficaram desenvolvendo os projetos, os estudantes receberam a mentoria de pesquisadores da Embrapa e representantes das empresas parceiras. Além disso, participaram de dois bootcamps (campo de treinamento): o primeiro, no campo experimental da Embrapa Gado de Leite, onde conheceram diferentes sistemas de produção e aspectos de uma fazenda leiteira. Depois visitaram um laticínio (Instituto de Laticínios Cândido Tostes).

O Vacathon faz parte do Ideas for Milk, evento criado pela Embrapa Gado de Leite com a proposta de fomentar um ecossistema, reunindo empresas, universidades, pesquisa agropecuária e setor produtivo. O objetivo é que os estudantes tenham contato com a atividade rural e criem startups voltadas para os problemas da produção leiteira. Segundo o chefe de Transferência e Tecnologia da Embrapa Gado de Leite, Bruno Carvalho, “as startups voltadas para o agronegócio (agtechs) chamam atenção de investidores, pois esse é um mercado de baixa concorrência, que gera muita riqueza”.

Veja as soluções apresentadas durante o Vacathon

– Cefet (Leopoldina-MG) – Leitech – Solução destinada ao produtor e ao laticínio para automatizar a determinação de volume e temperatura durante coleta do leite, proporcionando mais precisão e confiabilidade dos dados.

– CES-JF (Juiz de Fora-MG) – Brisa – Trata-se de um sistema de resfriamento para que a vaca atinja a temperatura certa para ordenha. Também auxilia na economia de água, pois aprimora o uso de água e ventilação.

– Epamig/Instituto de Laticínios Cândido Tostes e IF Juiz de Fora (MG) – UaiPiquete – Sistema que dimensiona e calcula o quanto cada piquete vai fornecer pra cada animal e por quanto tempo, reduzindo o custo da alimentação no cocho.

– Esalq/USP e IF São Paulo (Piracicaba-SP) – Milcup – Caneca com sensores eletrônicos que faz análise de mastite na propriedade em tempo real. Em conjunto é fornecido aplicativo com todos os dados ao longo do tempo para manejo assertivo.

– IF Sudeste campus Juiz de Fora (MG) – Eletromilk – Sistema de eficiência energética. Otimiza a enganharia de processos das propriedades para fins de economia de energia elétrica, sustentabilidade e maior qualidade do leite.

– IF Sudeste campus Rio Pomba (MG) – Pra+ – Plataforma integrada que ajuda no processo da escolha da cultivar adequada do produtor com tomadas de decisões precisas.

– IF Sul de Minas (Muzambinho-MG) – Cow Service – Aplicativo que conecta produtores rurais aos diversos profissionais do agro para solucionar problemas nas propriedades. O aplicativo utiliza inteligência artificial para facilitar seu uso.

– Parque Tecnológico de Chapecó (Unochapecó, UFFS, UCEFF e Senai/SC) – Legado do Queijo – Portal de e-commerce que poderá conectar os vendedores de queijo artesanal aos produtores de todo país.

– PUC Minas campus Belo Horizonte (MG) – Projeto Muu Bank: Primeiro banco digital da cadeia do leite. Utiliza uma criptomoeda, a bitmuu, que equivale ao valor real de um litro de leite. O produtor poderá antecipar seus recebíveis e ganhar em bitmuu.

– PUC Minas campus Betim (MG) – UaiX – Marketplace inteligente que permite aos produtores de queijos expor seus produtos para venda. Por meio desse aplicativo, o consumidor pode comprar o queijo e conhecer informações sobre o produtor.

– UEG (Goiânia-GO) – Nutrimilk – Aplicativo que otimiza o uso de concentrado em rebanhos de pequenas e médias propriedades, a fim de reduzir custos e aumentar a margem de lucro.

– UFERSA (Mossoró-RN) – Cownecta: Rede social que integra pesquisadores, produtores e indústrias. Promove troca de informações de maneira setorizada e organizada.

– UFES (Alegre-ES) – Geocompost: App que reúne pecuaristas interessados em trocar informações sobre o composto de barn.

– UFJF (Juiz de Fora-MG) – Nutrilac: App com informações básicas para melhorar a nutrição do rebanho e oferecer bem-estar aos animais.

– UFLA (Lavras-MG) – Cownect – Aplicativo que conecta produtores aos profissionais da área rural, facilitando a contratação. Ainda oferece indicadores de desempenho dos funcionários e, para aprimoramento destes profissionais, disponibiliza um banco de protocolos, que padroniza as atividades na fazenda.

– UFMG (Belo Horizonte-MG) – Deleite – Aplicativo para monitoramento sanitário e de rotina do rebanho. É voltado para pequenos e médios produtores.

– UFRJ (Rio de Janeiro-RJ) – Mammatus – Plataforma em nuvem que conecta produtores e laticínios. Transforma dados conforme demanda da cadeia e diminui os riscos das operações.

– UFRPE (Recife-PE) – Pastejo Inteligente – Aplicativo que, por meio de informações via satélite e enviadas pelos produtores, otimiza o manejo do pasto, podendo reduzir os custos em até 30%.

– UFSM (Santa Maria-RS) – Zeitt: Dispositivo portátil que faz análise da qualidade do leite na propriedade.

– UFV (Viçosa-MG) – Nutri Solver: Protótipo automatizado que verifica os tamanhos de partícula da dieta do rebanho (granulometria) para melhoria da qualidade nutricional.

Instituições parceiras
O Ideas for Milk é realizado pela Embrapa em parceria com Agripoint, BovControl, Carrusca Innovation, Kick, Qranio e Texto Comunicação. Tem correalização do Sebrae e conta com o patrocínio das seguintes instituições: Alta Genetics, Bayer Saúde Animal, Belgo Arames, Ceitec, CRMV/MG, FAEG/Senar-GO, Faemg/Inaes, MSD Saúde Animal, Nestlé, Senar-RN, Silemg, Sistema OCB, Start Química, Tortuga/DSM, Tim, Viva Lácteos e Vivare. Também são parceiros da iniciativa Cisco, Danone, IBM e Microsoft.

Imagens do evento
O registro fotográfico de todos os dias do Vacathon, incluindo fotos dos times vencedores, está disponível no Flickr. Acesse: https://www.flickr.com/photos/embrapa/albums/72157711544707593

Rubens Neiva (Embrapa) / Rodolfo Vieira (Texto Comunicação)
Embrapa Gado de Leite

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Add a Comment